Em São Paulo, grupo de teatro se apresenta em janela em frente ao Minhocão

esparrama-pela-janela-4[1]

mystique[1]

Espalhar o teatro pela cidade se apropriando de espaços urbanos é a intenção do Grupo Esparrama. Eles se apresentam nas janelas de um edifício na Rua Amaral Gurgel, no bairro de Santa Cecília – centro de São Paulo, e o público assiste de cima do Minhocão.

Mal planejado para o trânsito, apropriado pela população

Para quem não conhece a cidade, o Elevado Costa e Silva, conhecido como Minhocão, foi construído de uma maneira improvisada, erguendo-se à altura dos primeiros andares de prédios localizados nas vias inferiores – especialmente parte da Avenida São João e da própria Rua Amaral Gurgel.

Por conta disso, o elevado precisa ser fechado durante a noite e aos domingos para que o barulho produzido pelos carros que por ele trafegam não torne esses edifícios inabitáveis.

Aproveitando-se dessa falha de planejamento, a população da região passou a utilizar o minhocão, nos horários em que permanece fechado para o trânsito, como local de lazer e para atividades físicas – correr, caminhar, andar de bicicleta, skate etc.

Teatro no Elevado

Além de tudo isso, e de outras atividades culturais independentes ali realizadas, desde o final de 2013 o teatro tornou-se uma opção para quem costuma passar por ali.

Realizamos nosso projeto no centro de São Paulo, onde apesar da proximidade de diversos equipamentos culturais, a população de baixa renda também sofre uma séria dificuldade de acesso à cultura: os espaços oprimem por serem altamente elitizados ou o valor dos ingressos são muito altos etc. – Comentam os organizadores.

Para assistir ao espetáculo, que já está na segunda temporada, basta dar uma passadinha pelo Minhocão aos domingos, a partir das 16h, até o dia 23 de fevereiro.

SINOPSE
Um morador de um dos prédios do Minhocão, cansado de tanto barulho da cidade, resolve transformar o caos que entra pela sua janela em música, a partir desta subversão se estabelece um universo mágico protagonizado por personagens fantásticos: a menina/princesa que mora num prédio/castelo; o palhaço que dá vida ao casaco de sua amada; o seresteiro gigante; o esportista dançarino, as fofoqueiras da janela e até mesmo uma família de monstros. Por meio de muita risada e poesia essa turma mostra outras possibilidades de enxergar o caos da cidade.

 
VEJA TAMBÉM
Indicação para o Prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem
Crítica a respeito do espetáculo

Fotos e vídeos abaixo:

Esparrama de Teatro (1)

Esparrama de Teatro (2)

Esparrama de Teatro (3)

Esparrama de Teatro (4)

Esparrama de Teatro (5)

Esparrama de Teatro (6)

Esparrama de Teatro (7)

Jornalista e cocriador do site Somente Coisas Legais.

Comments

comments

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *