Pire nessas pelúcias nada convencionais

A gente aqui do Somente Coisas Legais gosta de mostrar coisas diferentes e fofas. Já publicamos aqui sobre as pelúcias do russo Satani, que faz uma mistura de Mogwais com muita fofura. Agora a gente achou a Keikolina, uma brasileira que cria bichinhos de pelúcia trevosos, literários e até mesmo um pouco escatológicos, sempre com um estilo próprio e muita fofura

Elza Keiko foi editora de quadrinhos por 11 anos, tendo lidado com arte desde sempre, um dia decidiu largar o mundo editorial e começar a se dedicar aos seus trabalhos mais autorais. Foi então que ela começou a linha Keikolina, com bichinhos trevosos, apesar de ela mesma morrer de medo de filme de terror! “Acho que escolho esses bonecos em tema sombrio justamente para trabalhar esse medo”, ela nos disse em entrevista.

Os outros bonecos vem de sugestões de clientes, de livros, filmes, principalmente focando em temas geeks, mágicos e alternativos. Tudo isso com um toque muito pessoal da artista,”porque esses [os originais] podem ser encontrados em lojas de shopping ou até na internet sem dificuldade, né?” O que deixa seus bonecos com uma personalidade própria, além de uma fofura extra.

Como muitas das sugestões vem de clientes, ela está sempre disposta a criar novos personagens e se dedica bastante para atender às expectativas do cliente, prestando atenção em cada detalhe pensado por ela e pelo cliente. Depois, com o molde pronto, ela passa a produzir para colocar no seu catálogo. Dá para conversar com ela via Facebook ou Instagram.

Nessa ideia de trazer fofura para o mundo, Elza ainda participa do movimento #eyebomb, que coloca olhos em coisas. Mas como tudo, Elza faz a sua maneira: ela coloca seus olhinhos personalizados, o que ela chama de raio keikolinizador  pela cidade de São Paulo, para dar mais vida à famosa selva de pedras e posta tudo no seu instagram.

Uma curiosa amadora que acha o mundo encantador.

Comments

comments