Tutorial WordPress VPS Barata de $10 dólares – Usando Varnish e Cache

Com aproximadamente 2 mil conexões simultâneas, o nosso blog que hoje esta em WordPress, finalmente encontrou o local certo para ser hospedado. Por apenas $10 dólares mensais, utilizamos uma VPS com um servidor linux onde estão instalados o Apache, o Mysql e o Varnish para realizar o cache das páginas. Como foi um ardo processo de procura pela melhor solução, achamos interessante compartilhar aqui a configuração que utilizamos, e ensinar para outra pessoa que também possua um blog em WordPress, e que queira coloca-lo em uma VPS para suportar um número maior de usuários.

Confira os preços no site clicando aqui.

Problemas Hospedagem Compartilhada

Primeiro vamos retomar os principais problemas que vínhamos enfrentando com a utilização da hospedagem compartilhada e o WordPress. Com acessos diários que batiam em média 30 usuários simultâneos não era ainda necessária a contratação de uma VPS, pois até então, hospedado em um host internacional, o site vinha apresentando um bom desempenho.

Os problemas iniciaram quando começamos a olhar para otimização do Page Load, primeiramente partimos para solução simples que era a otimização do html, javascript e css das páginas, além do melhor tratamento das imagens e geração de cache para página. Para isso o plugin WP Total Cache foi um grande aliado. Porém percebemos que mesmo assim ao realizarmos os testes no webpagetest.org, o Time to First Byte (Tempo para recebimento do primeiro byte) estava muito alto, as vezes batendo em 20 segundos de espera.

Foi então que começamos a ter em alguns dias posts que chegavam a bater 2 mil acessos simultâneos em nosso WordPress, o que acontecia era que no servidor compartilhado algumas conexões começavam a retornar 502, ou seja, existia uma limitação de requisições. Percebemos ai que precisávamos encontrar uma nova solução de hospedagem, e como ainda não conseguíamos rentabilizar nossa página para pagar um servidor dedicado, optamos por encontrar uma VPS que atendesse nossa necessidade.

VPS de $10 dólares

VPS é uma abreviação para Virtual Private Server, que nada mais é que um servidor virtualizado onde você pode gerênciar suas aplicações diretamente como administrador da máquina. Após alguns testes com diversas VPS do mercado, tanto nacionais quanto internacionais, encontramos a solução que atendeu a todas as nossas necessidades. A VPS , que além de garantir um Time to First Byte satisfatório, problema que tivemos com outras VPS’s internacionais, também aceitava um grande número de conexões simultâneas por um preço muito abaixo do oferecido no Brasil. 

Confira os preços no site clicando aqui.

Tutorial Varnish

Com a VPS selecionada, agora era preciso garantir que o WordPress não consumisse todos os recursos da máquina, para que com a menor configuração pudesse suportar uma grande quantidade de tráfego. Mantivemos o plugin WP Total Cache instalado para diminuir o tamanho dos arquivos, mas colocamos uma camada de cache na frente, um proxy reverso. O Varnish trabalha com objetos de cache, que resumidamente salvam uma versão da página e dos arquivos do seu site, garantindo que as requisições para seu servidor não batam diretamente na aplicação. Dessa forma o Varnish garante que grande parte das requisições não utilizem o processamento do PHP e Mysql, que o WordPress faria normalmente.

Para que tudo funcione primeiramente você deve garantir que o WordPress esteja instalado e rodando em sua máquina. Ao criar sua VPS na Digital Ocean ela oferece alguns templates onde isso já pode vir feito. Após isso garantido chegou a hora de instalar o Varnish em sua máquina. No caso da utilização do Ubuntu Server, como foi nosso caso, basta utilizar o apt-get e magicamente ele já estará instalado e rodando.

apt-get install varnish

Após a instalação feita, agora é preciso configura-lo para receber todas as requisições pela porta 80. Abaixo seguem os arquivos e as configurações que utilizamos em nosso caso. Depois de tudo aplicado basta reiniciar o serviço do Varnish e do Apache e pronto.

Configuração do Apache

Configuração do Virtual Server Apache

Arquivo de Configuração do Varnish (/etc/default/varnish)

Configuração adicional Varnish (/etc/varnish/default.vcl)

Para entender melhor o Varnish recomendo o artigo do Hugo Cisneiros: Uma introdução ao Varnish

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *