Visite essa casa modernista em meio a uma reserva ecológica em São Paulo

São Paulo é uma cidade super influenciada pelo modernismo. E é no meio de um parque com 75.000 m², cheio de espécies de árvores e pássaros, que foi construída a casa de Maria Luisa e Oscar Americano, em 1950, pelo arquiteto Oswaldo Arthur Bratke.

Com um desenho bem típico do movimento modernista paulista, a casa e seu parque foram doados à cidade de São Paulo pelo próprio Oscar Americano e hoje abriga todo um acervo enorme de pinturas que pertenceram à família desde o século XVII, todo o mobiliário, prataria, tapeçaria e arte sacra. Conhecer a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano lugar significa conhecer um pouco da São Paulo antiga.

Por terem sido planejadas pelo mesmo arquiteto, a casa e o parque acabam interagindo numa simbiose que chama muito a atenção do visitante.

Além disso, como um refúgio para amantes da natureza, o parque conta com árvores de pau-brasil, pau-ferro, jacarandá-da-bahia e tantas outras, chegando a 29 espécies catalogadas. Há também 51 espécies de aves que podem ser vistas no parque da fundação.

INFORMAÇÕES

Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 17h30. A entrada custa R$ 10,00, com meia para estudantes e maiores de 60 anos. Aos sábados a entrada é gratuita. O parque fica na
Av. Morumbi, 4077, São Paulo – SP. Para saber mais, visite o site da fundação.

Parque Oscar Americano
+ Crédito: Divulgação

Sala com mobiliário antigo
+ Crédito: Renato Reary | Divulgação

Casa vista pelo jardim - Fundação Oscar Americano
+ Crédito: Renato Reary | Divulgação

Jardim coberto por vidro
+ Crédito: Divulgação


+ Crédito: Fernando Stankuns


+ Crédito: Fernando Stankuns


+ Crédito: Renato Reary | Divulgação

Uma curiosa amadora que acha o mundo encantador.

Comments

comments