Como transformar máquinas de costura em uma orquestra

e841b9eb53fbc2f0ba59437f886ad0b1

O que mais podemos fazer com uma máquina de costura além de costurar? Na Orquestra de Máquinas de Costura, o compositor Martin Messier cria sua própria “tecelagem musical” com um punhado de máquinas de costura antigas dos anos 50, 60 e 70.

Como um artista de novas mídias, Messier usa objetos do cotidiano para criar música eletrônica com um toque pouco convencional. Ele fundamenta sua prática na experimentação e na música eletro-acústica, convidando também o espectador a se tornar um explorador sonoro.

“Eu estou interessado em objetos que podem ser manipulados e que tenham um potencial sonoro. Quando me deparei com a máquina de costura Singer, percebi imediatamente que ela tinha esse potencial”, diz Messier, que é membro do coletivo de artes digitais de Montreal.

Dando uma olhada mais de perto em seus trabalhos físicos, a orquestra é tão interessante quanto na teoria. Usando a roda de cada máquina de costura como um potenciômetro, um instrumento semelhante ao botão que controla o volume dos equipamentos de áudio, Messier conduz as oito máquinas em conjunto para produzir um som que fica no meio do caminho entre a cacofonia e a melodia, entre a tecnologia antiga e a moderna.

Veja algumas fotos e assista a dois vídeos sobre a orquestra de Messier:

00637cfe562805d1d4e86b2c73480e15

d2e5dec8a0dfcbe6fcc492d294b13eb4

Um programador e musicista que se aventura na busca por conteúdos interessantes e legais na internet.

Comments

comments

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *