Nem tudo é o que parece. Mas que parece, parece

A imaginação realmente não tem limites. A prova disso é enxergar expressões faciais em objetos na rua, ver desenhos em nuvens, formar palavras com números e até mesmo perceber partes de corpos em alimentos.

O fotógrafo alemão Peter Kaaden mostra sua sensibilidade criativa em um dos seus recentes trabalhos. Com a máquina fotográfica à mão e closes em comidas e objetos, ele faz registros incríveis. A série de fotos, intitulada de “Zu Nah”, mostra que vaginas e vulvas estão por todos os lugares. E não só da forma que você tá pensando.

Dá olhada em algumas fotografias:

slide_359745_4015745_free

o-MELON-900

slide_359745_4015744_free

slide_359745_4015740_free

slide_359745_4015741_free

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *