Os museus de futebol mais legais do mundo


+ Fonte: Wikimedia

Esporte mais popular do planeta e com história de mais um século, o futebol é muito rico em história e cultura nos quatro cantos do planeta. E, como não poderia ser diferente, existem diversos museus espalhados pelo mundo que retratam, cada um do seu jeito, um pouco da história da bola redonda local, nacional e mundial. Veja agora a lista de alguns desses museus mais legais para visitar.

01. Museu San Siro, Milão — Milan e Inter de Milão somam juntos 36 títulos do campeonato italiano (a Serie A TIM) e 10 UEFA Champions League, ou seja, conteúdo, material e história é o que não faltam para se retratar em um museu.

Construído em 1925, o estádio Giuseppe Meazza, apelidado de San Siro e que abriga o único museu dentro de um estádio no país da Velha Bota, passou por uma grande reforma e modernização para a Copa do Mundo FIFA de 1990. O museu, que foi inaugurado em 1996, conta com diversos itens históricos dois clubes de Milão.

Já o cinema, localizado dentro do próprio museu, é dedicado a história do próprio estádio e por consequência às conquistas e fatos históricos dos clubes milaneses. Você também pode aproveitar para fazer um tour por todo estádio e conhecer vestiários, tribuna de honra, zonas de entrevistas, túnel que liga ao gramado e muito mais.

02. Museu do Futebol, São Paulo — Para quem aprecia tecnologia e é fã do esporte bretão (ou não), o Museu do Futebol, localizado dentro do Estádio do Pacaembu, é quase que uma visita obrigatória. Por lá, a história do futebol brasileiro e mundial é contada de forma interativa e divertida. Existem diversas telas presas ao teto com vídeos, painéis interativos, fotos, objetos e até áudios de narrações históricas. Há também oito totens que mostram em vídeos e fotos de todas as edições da Copa do Mundo.

A diretora do museu, Daniela Alfonsi, descreve um pouco como é o espaço: “Nossa exposição principal conta como o futebol no Brasil se tornou essa grande paixão nacional, uma exposição que não é feita só para quem ama futebol. Aquela pessoa que vem aqui acompanhar alguém se surpreende muito com o museu e sai daqui encantada. O museu tem essa grande vantagem de agradar realmente todos os públicos. Ele mostra um lado positivo da história brasileira, um lado de paixão, de emoção”.

No museu também acontecem eventos relacionados à cultura do futebol. Recentemente, os jornalistas Celso Unzelte e Paulo Vinícius Coelho lançaram por lá o livro “Derby Corinthians x Palmeiras: 100 anos de rivalidade”, em comemoração do centenário de um dos maiores clássicos do futebol nacional.

Aliás, Unzelte foi um dos consultores do projeto do Museu do Futebol. “A minha participação foi a única que poderia ter acontecido que era na parte do conteúdo histórico. Eu fui, na prática, um consultor, participando mais diretamente da ‘Sala dos números e curiosidades’, junto com o Marcelo Duarte. O Marcelo ficou mais com as curiosidades, e eu com os números. Nessa sala tem a lista dos primeiros clubes brasileiros fundados, fala de curiosidades como o jogador mais alto, o mais baixo, o maior número de gols em uma só partida, recordes, recordistas, algumas aspas famosas de gente como João Saldanha e Nelson Rodrigues”, contou o jornalista.

03. Museu do FC Barcelona, Barcelona — Não bastasse Barcelona ser bela e atrativa para os turistas brasileiros, a cidade é um prato cheio para quem gosta de futebol. Localizado dentro do Camp Nou, estádio do Barcelona, o museu da equipe espanhola é um dos mais legais do planeta. O museu ocupa espaço de 3.500 metros quadrados e atrai cerca de 1,2 milhão de visitantes por ano.

Inaugurado em 1984, o museu do Barcelona passou por uma modernização no fim da última década. Em 2010, o museu foi reaberto após uma longa reestruturação. A reforma dividiu o museu em três seções separadas com um cinema em 3D, tela de toque audiovisual e conteúdos sobre a importante história do clube catalão.

A primeira seção está inserida uma coleção de fotos, também alguns documentos e troféus. Tudo isso em uma parede de vidro interativa permitindo que os visitantes interajam com as telas e vejam a parede de informações. A parede de vidro, com tecnologia laser, permite a exibição de vídeo, imagens e músicas.

A segunda seção é destinada às obras que exibe obras de artistas locais como Dalí, Tàpies e Miró.

Já a terceira seção é muito especial. Por lá, além de conter objetos históricos e interações disponíveis sobre os títulos conquistados, os visitantes podem ver perto quase todos os troféus conquistados pelo Barcelona.

04. Salão da Fama do Futebol do México, Pachuca — Inaugurado em 2011 e aprovado pela FIFA, o Salão da Fama mexicano, de três andares, impressiona pelo conteúdo e arquitetura. O formato do local é de uma bola de futebol com 38m de altura e 30m de diâmetro.

Os primeiros brasileiros a serem incluídos na lista foram Pelé, Garrincha e Zagallo. Estão na lista nomes internacionais como Karl-Heinz Rummenigge, Zinedine Zidane, Paolo Rossi, Diego Maradona, Bobby Charlton e muitos outros.

O Local conta com três andares, que contam a história do futebol local e mundial. Como boa parte dos importantes espaços dedicados ao futebol atualmente, o Salão da Fama conta com telas interativas, fotos, vídeos, objetos e documentos históricos.

05. Museu Nacional do Futebol, ManchesterDesde 2012 em Manchester, o Museu Nacional do Futebol, localizado no edifício Urbis é um dos mais relevantes do mundo. O complexo conta com quatro andares — distribuídos em seis níveis. Existem mais de 140 mil objetos no museu, mas somente três mil ficam em exposição.

O nível 1 é dedicado à história do inglês e mundial. Há itens como: o primeiro livro de regras de 1863 e a camisa do primeiro jogo de futebol internacional entre Inglaterra e Escócia; a bola da primeira final de Copa do Mundo; a camisa usada por Diego Maradona no jogo contra a Inglaterra em 1986; um torniquete original do antigo Estádio de Wembley; casaco de pele usado por John Motson e muito mais.

O nível 2 é o mais interativo de todos. Há brinquedos, jogos interativos, telas que explicam regras do futebol e informações sobre a medicina do futebol.

Já o nível três é exclusivamente dedicado ao título mundial da Inglaterra em 1966. No nível 4 envolve uma zona de aprendizagem e educação, apresentando uma pequena exposição chamada “Nossa Vida Desportiva”. Nos níveis 5 e 6 há suítes para eventos.

06. Ajax Experience — Inaugurado em 2011 e localizado dentro da Amsterdã Arena, o Ajax Experience mostra com riqueza a história do clube mais popular da Holanda. No museu há uma área exclusiva para Johan Cruyff, maior ídolo do futebol holandês, com fotos, camisa e outros objetos históricos. Além de Cruyff, lendas como Van Basten, Rijkaard, por exemplo, não esquecidas pelo museu.

Eles dão uma ênfase muito grande para os troféus continentais e intercontinentais conquistados pelo clube em décadas passadas. Há painéis dessas conquistas com troféus, chuteiras, flâmulas e até mesmo camisas de alguns rivais nessas conquistas.

Além do museu, não deixe de visitar todo o complexo que envolve a arena. A Amsterdam Arena é um dos estádios mais bonitos do continente europeu e foi um dos primeiros a ter teto retrátil no mundo.

Visite também a página do Somente Coisas Legais no Facebook: https://www.facebook.com/SomenteCoisasLegais

Comments

comments