Ninguém nasce sabendo. Especialmente se você nascer com uma tromba.

 

05-baby-elephant-950[1]

Aprender a usar a tromba pode ser um processo constrangedor: no começo ela não é bem um acessório tão anatômico. Mas com perseverança, os elefantes bebês aprendem. E a gente se diverte no meio do caminho. 😉

Bebê elefante (1)
— Ele não sabe a diferença entre puxar e soltar o ar.

Bebê elefante (2)
— Deveria ser fácil colocar comida na boca.

Bebê elefante (3)
— “Por que essa porcaria fica enrolando?”

Bebê elefante (4)
— Esse aí aprendeu uma brincadeira nova: molhar os elefantes mais velhos.

Bebê elefante (5)
— Palavras para esse elefante girando a tromba?

Bebê elefante (6)
— Ele realmente está com dificuldades.

Bebê elefante (7)
— Um elefantinho que não consegue deixar sua tromba parada.

Bebê elefante (8)
— Esse aí está recebendo auxílio técnico.

Bebê elefante (9)
— Mais um que não consegue colocar a comida na boca.

Bebê elefante (10)
— “Droga, o que é isso grudado em mim?”

Bebê elefante (11)
— Essa tromba tem vida própria.

Bebê elefante (12)
— Outro elefantinho com problemas com a água.

Bebê elefante (14)
— Essa coisa deve deixar os elefantinhos meio zuretas.

Bebê elefante (15)
— Ele já aprendeu alguns truques. Sabe como infernizar uma girafa, por exemplo.

Bebê elefante (16)
— “Deixe eu repousar minha tromba aqui em cima.”

Bebê elefante (17)
— Tô falando que as trombas têm vida própria. Essa daí resolveu se amarrar na pata.

Elefante dando tchau
— É, pequenos elefantes. Quando vocês estiverem treinados talvez consigam usar a tromba como esse habilidoso elefantão acima. [Via]

Redator, escreve spam, manual de instrução, propaganda, roteiro de power point e coisas menos divertidas.

Comments

comments

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *