7 ideias para reciclar discos de vinil

Discos de vinil continuam despertando interesse entre colecionadores. Na verdade, o consumo tem até aumentado nos últimos anos. O novo perfil de consumidor dos bolachões são pessoas que gostam de adquirir produtos de seus artistas, mas não se convencem com CDs (que atualmente parece mais antiquado que o próprio vinil) ou arquivos digitais como o MP3.

De qualquer modo, é grande o número de discos inúteis espalhados por aí. Muitos estão totalmente riscados e inutilizados. Comprar e vender vinis exige muita atenção para não acabar fazendo um mal negócio com exemplares que não tocam mais!

Bom, mas o que fazer com esses itens que não passam de sucata? São muitas as ideias de objetos que podem ser feitos a partir de discos de vinil. Separamos aqui alguns itens simples e legais, que você pode fazer em casa sem tanto trabalho. Vamos lá:

1. Capa de caderno

Se você tiver papel sobrando em casa, melhor ainda. De uma só vez reutiliza as folhas e o disco. Corte tudo do mesmo tamanho (um bom estilete é capaz de cortar o vinil) depois leve para encadernar. O resultado é realmente muito legal.

2. Tigela de vinil
Tigela de vinil
Este talvez seja o mais comum dos reaproveitamentos para os discos de vinil zoados. É também muito fácil de fazer. Basta colocá-lo sobre um utensílio meno e levar ao forno. Deixe aquecer por cerca de 5 minutos, mas fique de olho, se observar que o disco está amolecendo, pode retirar e começar a moldar. Com essa tática dá pra fazer tigelas, fruteiras, porta-trecos, etc.

3. Abajur de vinil

Criar um abajur de vinil como estes da imagem não é tão simples, mas pode ser feito com um pouco mais de trabalho. Serão necessários no mínimo 20 discos do tipo EP (10 polegadas) ou single (7 polegadas), depende do tamanho desejado para a luminária. Crie um molde com 3 furos equidistantes na extremidade do círculo. Então faça furos em todos os discos – é preciso ainda retirar o miolo daqueles em que você instalará a luz. Arrange também uma mangueira maior que os furos e curte em pedaços de cerca de 1 cm. Atravesse um arame em cada um dos furos do primeiro disco, depois coloque os pedaços de mangueira para criar uma distância entre os vinis. Com alguma habilidade em elétrica é possível instalar a luz, tomando o cuidado para que o fio passe no meio de todos os discos até chegar à base. Utilize uma lâmpada não incandescente, caso contrário, o calor poderá deformar o objeto.

4. Porta-livros em vinil

Olha a simplicidade desses porta-livros. Vasta dobrar o vinil num ângulo de 90° e o próprio peso do livro se encarrega de deixar o conjunto em pé. Para amolecer o disco e torná-lo maleável, basta utilizar água quente.

5. Porta-cartas e porta-revistas

Na verdade, são pequenas variações dos porta-livros. O porta-cartas precisa de uma dobra mais fechada, quase como se fosse um envelope. Para o porta-revistas, o melhor é um formato arredondado – que pode ser obtido com a ajuda de uma garrafa.

6. Porta-cartões

Num disco repartido ao meio são feitos cortes nas mesmas posições das duas metades (as fendas onde serão apoiados os cartões). Depois é preciso ter algum tipo de suporte para montar o conjunto. Pode ser usado madeira, pedaços de plástico colados ou até parafusos e porcas.

7. Relógios de vinil

Se você colocar o mecanismo de um relógio no meio do vinil já terá um belo objeto de decoração reciclado. Claro que se possuir a habilidade de recortar o disco, como na imagem acima, seu trabalho se tornará ainda mais valorizado. Esse Fusca é um trabalho da Recriar Vinil, veja outros modelos aqui.

Jornalista e cocriador do site Somente Coisas Legais.

Comments

comments

32 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *