Estrutura voadora é inspirada em projeto fracassado de Graham Bell

Escultura voadora (1)

No início do século XX, em uma época em que as grandes mentes humanas estavam voltadas para o desafio de voar, Graham Bell – o inventor do telefone – construiu uma estrutura voadora gigante e leve, que talvez pudesse ser descrita como uma pipa tripulada. 60 metros foi tudo que o piloto Thomas Selfridge conseguiu atingir de altura antes que a engenhoca caísse no oceano.

Mais de 100 anos depois, o arquiteto e artista Tomás Saraceno se inspirou na invenção de Graham Bell para criar o seu Solar Bell, sem piloto, porém capaz de flutuar por horas. Saraceno é um entusiasta das construções voadoras e acredita que essa é uma barreira a ser rompida pela arquitetura.

Para ser eficiente, Solar Bell foi construído em material extremamente leve com armação de fibra de carbono. A superfície prateada que oferece resistência ao vento para levantar voo são células solares de papel fino.

O trabalho de Tomás Saraceno é questionador quando levado em conta seu viés arquitetônico e extremamente belo quando visto como uma obra de arte contemporânea. Veja imagens e um vídeo do Solar Bell voando abaixo:

Escultura voadora (2)

Escultura voadora (3)

Escultura voadora (4)

Escultura voadora (5)

Escultura voadora (6)

Escultura voadora (7)

Escultura voadora (8)

Jornalista e cocriador do site Somente Coisas Legais.

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *