Simulação mostra a Terra com anéis semelhantes aos de Saturno

Terra com anéis de SaturnoA ideia é tão inusitada quando cativante. Imagine se a Terra possuísse anéis semelhantes aos de Saturno. Além de provocar uma drástica mudança nos céus de praticamente todo os planeta, isso teria forte influência na cultura – assim como o sol e a lua.

O ilustrador e apaixonado pelo espaço sideral Ron Miller não só imaginou a Terra com anéis, como também criou as imagens que ilustram este texto.

Do que são feitos os aneis de Saturno

Recorrendo à Wikipédia, podemos descobrir que os anéis de Saturno são constituídos essencialmente por uma mistura de gelo, poeiras e material rochoso, por vezes comparados a uma pista de patinagem. Embora possam atingir algumas centenas de milhares de quilómetros de diâmetro, não ultrapassam 1,5 km de espessura.

A origem dos anéis é desconhecida. A primeira teoria concluiu que sua formação ocorreu junto com a dos planetas, há cerca de 4 bilhões de anos, mas estudos recentes apontam que sejam mais novos, tendo apenas algumas centenas de milhões de anos.

Uma outra teoria sugere que um cometa tenha se desintegrado devido a forças de maré quando passava perto de Saturno. Uma outra possibilidade é o choque de um cometa com uma lua de Saturno que, ao desintegrar-se, teria formado a misteriosa estrutura.

Imagens mostram paisagens terrestres com anéis

Aplicando à Terra as proporções que os anéis têm em relação a Saturno, fica relativamente fácil imaginar como eles seriam vistos em diferentes lugares do mundo. Da linha do equador, os anéis estariam passando diretamente acima. Desse modo, tudo o que poderíamos ver seria uma imensa linha brilhante cortando o céu de um horizonte ao outro.

Veja na imagem abaixo como seria a visão dos anéis terrestres a partir de Quito, no Equador:

Terra com anéis de Saturno - Equador– Quito, no Equador

Se viajássemos até o norte da Guatemala, os anéis começariam a se espalhar pelo céu. Uma curiosidade interessante é que a luz do sol refletida sobre os anéis poderia tornar mais claro o lado escuro da lua. Veja na imagem abaixo:

Terra com anéis de Saturno - Guatemala– Guatemala

Movendo-se para algum lugar na Polinésia, no Trópico de Capricórnio (a 23° de latitude sul), uma visão panorâmica dos anéis despontaria no horizonte. No centro do arco veríamos uma forma oval provocada pela sombra da própria Terra. A sombra avançaria conforme o decorrer das horas, transformando o fenômeno em um verdadeiro relógio.
Terra com anéis de Saturno - Polinésia– Polinésia

De Washington, (a 38 ° de latitude), a visão seria inspiradora com os anéis dominando o céu de dia e de noite.

Terra com anéis de Saturno - Washington– Washington, EUA

Por fim, no Círculo Polar Ártico, os anéis mal se sobressairiam ao horizonte. Vistos de Nome, no Alasca, os anéis brilhantes iluminariam a paisagem com intensidade pouco maior que a de uma lua cheia. Ao contrário do sol ou da lua, no entanto, os anéis nem nascem nem se põe, eles estariam permanentemente visíveis, dia e noite, sempre exatamente no mesmo lugar.

Terra com anéis de Saturno - Alasca– Alasca, EUA

18oobv8cthqocjpg[1]
– Durante os equinócios, a sombra da Terra interromperia parte dos anéis

Jornalista e cocriador do site Somente Coisas Legais.

Comments

comments

10 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *