Botu Caves, as Incríveis Cavernas da Malásia

principal

O calcário que formam Batu Caves é dito ser de cerca de 400 milhões de anos. Algumas das entradas de cavernas foram usadas como abrigo pelas pessoas Temuan indígenas (uma tribo de Orang Asli).

Já em 1860, os colonos chineses começaram a escavar guano para fertilizar suas hortas. No entanto, elas só se tornaram famosas após as autoridades coloniais registrarem a presença de calcário nas colinas que formam a caverna.

Batu Caves foi promovido a um local de culto por Thamboosamy K. Pillai, um comerciante indiano. Em 1890, Pillai, que também fundou o Templo Sri Mahamariamman, em Kuala Lumpur, instalou a murti (estátua consagrada) de Sri Swami Murugan que é hoje conhecida e fica na entrada das cavernas. Desde 1892, o festival Thaipusam no mês Tamil de Thai (que cai no final de janeiro / início de fevereiro) é comemorado lá.

Degraus de madeira levavam até a entrada da caverna, que esconde um Templo que foi construído em 1920 e, este degraus hoje já foram substituidos por 272 degraus de concreto. Dos vários templos que compõem o santuário, o maior e mais conhecido é o templo ou Caverna Catedral, assim chamado porque ele abriga vários templos hindus sob o seu teto.

Batu_caves_KL Batu-Caves-Malaysia1 Inside the Cave www.stuckincustoms.com


Exibir mapa ampliado

Um programador insistente e curioso, que vive atrás de descobrir coisas novas na internet e, principalmente, fora dela. Viajar é seu sonho e viver é o que espera quando alcançá-lo.

Comments

comments

3 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *