Artista de Recife cria esculturas de sucata inspiradas pela ficção científica

Você olha para um computador estourado, mouses velhos, pedaços de plástico, telefones quebrados, restos de fios e vê apenas um amontoado de sucata inútil. Jota Azevedo, criador do projeto Gênesis, vê matéria prima para sua arte. O designer de Recife desenvolveu desde a infância, quando fazia seus próprios brinquedos, a habilidade de transformar esses objetos em robôs, veículos, naves e outros objetos que parecem saídos de um filme de ficção científica – aliás, se esse tipo de produção cinematográfica fosse forte por aqui, as criações de Jota Azevedo não sairiam das telonas.

Esculturas de materiais reciclados

As esculturas produzidas pelo designer seriam impressionantes fossem feitas ou não com sucata. O fato de serem empregados materiais que iriam para o lixo (e que poderiam levar até milhares de anos para se decompor) surpreendem ainda mais. Jota Azevedo lida tão bem com o “lixo” que nem sempre é possível reconhecer os objetos originais empregados em cada escultura, daí o espanto causado quando encontramos pedaços de um rádio ou a carcaça de um estabilizador como parte de um robô. Tudo isso chega a ele de diversas maneiras. Como já conhecem o projeto de Jota, amigos e parentes acabam presenteando-o com… lixo!

Desse modo, Gênesis quer mostrar para as pessoas que a questão do lixo passa pelo ponto de vista com que você olha as coisas. Muitos objetos podem ser reaproveitados, mesmo que você não tenha as habilidades artísticas de Jota Azevedo. A prova disso são essas lixeiras também desenvolvidas por ele a partir de restos de monitores antigos.

Direto da ficção científica

Star Wars, Mad Max, Matrix e Transformers são alguns dos filmes que inspiram a arte de Jota Azevedo. “O bom da ficção é a liberdade de poder soltar a imaginação e desenvolver coisas sem precisar seguir padrões ou estilos”, diz. Algumas vezes, a história acaba passando batida de tanta atenção que ele dá aos aparatos tecnológicos que aparecem em cena. Há também influência dos quadrinhos, como da arte de Moebius.

Após concluídas, Jota se apega tanto às obras que não consegue se desfazer delas. Até agora, apenas 3 saíram de sua coleção: uma foi vendida, uma doada e a outra entregue em uma premiação. Mas ele diz que está se preparando para vender algumas esculturas (ou seja, você que curtiu o trabalho dele vai poder comprá-lo, anime-se). Quem é de Pernambuco pode ter a sorte de encontrar o material de Jota em alguma exposição, ao todo, já foram mais de 10 por todo o estado.

Ele também tem uma série incrível em que usa sucata para criar esculturas de animais, veja aqui.

Jornalista e cocriador do site Somente Coisas Legais.

Comments

comments

10 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *