Explorador urbano encontra um verdadeiro tesouro dentro de prédio abandonado

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 1

Quando se fala em caçar tesouros perdidos, graças aos filmes, imaginamos alguém seguindo um antigo mapa de piratas em mares caribenhos. No entanto, há muito o que procurar nos centros urbanos – desde pequenas peças valiosas até toneladas de relíquias históricas, como é o caso aqui.

Ralph Mirebs, um explorador urbano e fotógrafo russo, fez uma descoberta extraordinária. Ele encontrou restos de um antigo programa espacial na extinta União Soviética, em um hangar abandonado no Cazaquistão.

No centro de pesquisas espaciais Baikonur Cosmodrome, que continua em atividade, Ralph resolveu explorar uma área desativada em 2002, que fazia parte de um programa iniciado em 1974 – e que resultou em apenas um voo orbital não tripulado.

Por lá, ele encontrou um protótipo de ônibus espacial, coberto de poeira e com outras marcas de desgaste do tempo. Embora parte do equipamento tenha sido arrancado, a nave está muito bem preservada e remete à época da corrida espacial entre EUA e URSS.

Espera-se que com a descoberta, o governo russo transporte a nave para um museu! Por enquanto, o hangar abandonado resultou fotografias incríveis, olha só:

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 2

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 3

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 4

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 5

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 6

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 7

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 8

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 9

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 10

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 11

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 12

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 13

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 14

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 15

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 16

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 17

Prédio abandonado com tesouro na Rússia 18

Jornalista e cocriador do site Somente Coisas Legais.

Comments

comments

8 comments

  • Penso que, quando se trata do passado da Rússia não é o memo sentimento que se tem quando se trata de um país comum. Pois este passado da "Corrida Espacial" não foi da Rússia, mas sim da União Soviética, que não tem nada a ver com os desejos e explendor do povo russo, mas sim de um regime sanguinários que, acredito, os russo querem esquecer. Trazer para museus artefatos, por mais fantásticos que sejam, seria relembrar um tempo amargo, duro e cruel de Stalin. Talvez seja por isto que este ônibus Espacial deva permanecer aí, longe de tudo.

    Responder
  • Penso que, quando se trata do passado da Rússia não é o memo sentimento que se tem quando se trata de um país comum. Pois este passado da "Corrida Espacial" não foi da Rússia, mas sim da União Soviética, que não tem nada a ver com os desejos e explendor do povo russo, mas sim de um regime sanguinários que, acredito, os russo querem esquecer. Trazer para museus artefatos, por mais fantásticos que sejam, seria relembrar um tempo amargo, duro e cruel de Stalin. Talvez seja por isto que este ônibus Espacial deva permanecer aí, longe de tudo.

    Responder
  • Até parece que o povo russo pensa dessa maneira subdesenvolvida, superficial e sem o mínimo de propriedade na realidade da história da ex-URSS e a própria Rússia. Isso é só mais uma demonstração de riqueza e força da Rússia, sim, pois foi esse o primeiro a ser socialista e foi captando os outros para seu eixo soviético. O Cazaquistão assim como o resto dos ex-países que eram satélites da Rússia, foi completamente construído pela Rússia. O malvadão e cruel Stalin, foi o responsável por construir escolas, faculdades, hospitais, fábricas, rodovias, ferrovias e muito mais a países como Iugoslávia, Cazaquistão e dentre outros.
    O repúdio ao passado soviético pelo povo russo, é tão grande que reelegem um candidato político com mais de 70% dos votos do partido político 'Rússia Unida', que é estatista, conservador e nacionalista e monopolizam à Duma Federal com mais de 60% das cadeiras, sendo seguido pelo Partido Comunista com 15% das cadeiras.
    Você deve ter sido educado pela Rede Globo e o que possuí de propriedade em história foi obtida através dos filmes da sessão da tarde e como bom alienado deve acreditar que o homem que derrotou os nazistas à custa da vida de milhões de russos, matou 70 milhões de russos por mera tirania, tendo lido isso em blogs de direita sendo tais clichês criados na décadas de 60.
    Eu não dou 20 anos pra que à Mãe Rússia retome seu esplendor e volte a ser socialista, eles são inteligentes demais para acreditar na pseudo democracia burguesa onde só valem os interesses dos bilionários que financiam as campanhas políticas.
    E lembre-se, a URSS só perdeu sua força graças à Nikita Khrushchov, que assumiu à liderança suprema da União Soviética após a morte de Stalin, cogitava-se entre as lideranças do Partido Comunista, que ele era tão imoral e depravado que até acreditava em deus. Infelizmente demoraram demais para tirara-lo da liderança e as medidas tomadas por ele abalou a estrutura de toda à União Soviética.

    Responder
  • Sergio A. Gimenes Então a devastação que Stalin fez na Polônia foi conto de fadas? Onde um dos maiores países agricultas da Europa foi saqueado para alimentar seu exercito enquanto os fazendeiros morriam de fome. É cada corpo entregue ao comando de Stalin era pago 300g de comida (Muitos desses ainda vivos eram jogados nos caminhões). Esse mesmo Stalin que apesar de não concordar em alguns pontos com Hitler fez uma união para poder expandir seu território.
    Não é coisa de rede Globo não Sergio, temos muitos senhores ainda vivos que viveram nesse período na Europa, e com muita sorte conseguiram fugir para o Brasil. Aconselho você a parar de ler livros do Mec e começar a pesquisar em fontes vivas sobre o que aconteceu, aproveita enquanto eles ainda podem falar, pois depois que morrerem alguém vai modificar a história e contar na versão dele, da mesma forma que te contaram.

    Não se prenda nesse vídeo, procure mais informações, mas ele é bem interessante.

    Responder
  • Sergio A. Gimenes Então a devastação que Stalin fez na Polônia foi conto de fadas? Onde um dos maiores países agricultas da Europa foi saqueado para alimentar seu exercito enquanto os fazendeiros morriam de fome. É cada corpo entregue ao comando de Stalin era pago 300g de comida (Muitos desses ainda vivos eram jogados nos caminhões). Esse mesmo Stalin que apesar de não concordar em alguns pontos com Hitler fez uma união para poder expandir seu território.
    Não é coisa de rede Globo não Sergio, temos muitos senhores ainda vivos que viveram nesse período na Europa, e com muita sorte conseguiram fugir para o Brasil. Aconselho você a parar de ler livros do Mec e começar a pesquisar em fontes vivas sobre o que aconteceu, aproveita enquanto eles ainda podem falar, pois depois que morrerem alguém vai modificar a história e contar na versão dele, da mesma forma que te contaram.

    Não se prenda nesse vídeo, procure mais informações, mas ele é bem interessante.

    Responder
  • Sergio A. Gimenes . Os russos fizeram uma experiência. Fizeram um muro e separaram um povo. Dos dois lados do muro falavam a mesma língua, professavam a mesma religião e eram da mesma etnia. O lado capitalista desenvolveu mais que todo o resto da Europa. O lado socialista desenvolveu mais que todos os países socialistas. O povo socialista do outro lado do muro tinha uma renda per capita maior que o russo, iugoslavo, tcheco e etc. A comparação entre os dois lados do muro derrubou, como dominó, os 80 anos de comunismo e todos os países socialistas da Europa. Hoje só existem dois países comunistas, Cuba e Coreia do Norte. Que pais era este?

    Responder
  • Sergio A. Gimenes . Os russos fizeram uma experiência. Fizeram um muro e separaram um povo. Dos dois lados do muro falavam a mesma língua, professavam a mesma religião e eram da mesma etnia. O lado capitalista desenvolveu mais que todo o resto da Europa. O lado socialista desenvolveu mais que todos os países socialistas. O povo socialista do outro lado do muro tinha uma renda per capita maior que o russo, iugoslavo, tcheco e etc. A comparação entre os dois lados do muro derrubou, como dominó, os 80 anos de comunismo e todos os países socialistas da Europa. Hoje só existem dois países comunistas, Cuba e Coreia do Norte. Que pais era este?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *